IMAGENS

IMAGENS

terça-feira, 10 de abril de 2012

Valdíria Souza no O Canto do Silêncio

Eu tenho medo de escuro
E no silêncio da noite
Não coloco os pés no chão
Presa aos medos
Fico presa na cama
E enquanto não durmo
Entre um cochilo e outro
Acuada como bicho
No canto protegido da cabeceira
Tento não ver
O que meu pensamento quer mostrar
Sombras e imagens
Insistentemente povoam minha mente
A luz acesa me acalma
E quando o dia amanhece...
durmo...
E não vejo a vida passar.
--
Eu tenho medo de escuro
E no silêncio da noite
Não coloco os pés no chão
Presa aos medos
Fico presa na cama
E enquanto não durmo
Entre um cochilo e outro
Acuada como bicho
No canto protegido da cabeceira
Tento não ver
O que meu pensamento quer mostrar
Sombras e imagens
Insistentemente povoam minha mente
A luz acesa me acalma
E quando o dia amanhece...
durmo...
E não vejo a vida passar.


2 comentários:

  1. Olá Dina!
    Não há o que temer, os dias pertencem a todos.
    Parabéns, suas telas são divinas!
    Abraços.

    “Para o legítimo sonhador não há sonho frustrado, mas sim sonho em curso” (Jefhcardoso)

    Convido para que leia e comente “REALIDADES SUBVERTIDAS” no http://jefhcardoso.blogspot.com/

    ResponderExcluir
  2. Obrigada Dina,
    Só agora que eu vi.
    Fiquei emocionada de verdade, é bom ter nosso trabalho divulgado e no site de outra artista então, melhor ainda.
    Vida longa a Poesia,a Arte e a Beleza! Que são tão essenciais as nossas vidas mortais.

    ResponderExcluir