IMAGENS

IMAGENS

domingo, 18 de junho de 2017

Lançamento da Revista Slogan - NOVO LANÇAMENTO NA PUBLICIDADE DE SALVADOR E REGIÃO, FELIZ COM A MATÉRIA QUE FALA SOBRE MEU TRABALHO


Revista com edição mensal, distribuição gratuita em mala direta, com tiragem de 3.000 exemplares por edição.
Declaração de autoria
Direção de Edição, de Redação, de Propriedade e de Responsabilidade de LUCIANO RIBEIRO.

sexta-feira, 2 de junho de 2017

Issuu: issuu.com/revistaphilos - Revista Philos #16 Philos - Revista de Literatura da União Latina Número 16, Volume 3, Ano 3 Ilustrações de Dina Garcia

Download: Philos #16 e Neolatina #16
Issuu: issuu.com/revistaphilos


Download/Descarga


Philos #16
Neolatina #16

Para realizar o download dos cadernos da Philos #16 e do Dossiê de Literatura Neolatina #16, clicar sobre as imagens das capas ao lado. Para realizar el download/descarga de los cuadernos de la Philos #16 y del Dossier de Literatura Neolatina #16, haz click sobre las imágenes de portadas al lado.

sexta-feira, 26 de maio de 2017

AGORA SOU MEMBRO FOCUS - CLICAR NO LINK ABAIXO!!! GRATA!!

www.newbarbizonartgallery.com/members-in-f…/miembros-en-foco
<3 <3 <3 <3 <3 <3 <3
"O coração tem razões que a razão desconhece". Então, o que você pode ter razões relacionadas com a sua arte, sempre siga seu coração".

CERTIFICADO - DA MINHA SEGUNDA PARTICIPAÇÃO INTERNACIONAL PORTO - PORTUGAL - 2017

MUITO FELIZ COM MEU CERTIFICADO DA SEGUNDA PARTICIPAÇÃO NA COLETIVA INTERNACIONAL PORTO - PORTUGAL <3 AGRADEÇO A ÂNGELA OLIVEIRA ( CURADORA) A QUE DEVO ESTÁ GRANDE ALEGRIA 

sexta-feira, 19 de maio de 2017

TURBANTES - 2017


TEMÁTICA AFRO- BRASILEIRA é uma das minhas prediletas, a grande riqueza deixada pelo legado negro, sobre todos aspectos na cultura baiana, deixa algo especial pelas suas formas, alegria e cores vibrantes, para mim é uma fonte inesgotável de inspiração.

quinta-feira, 18 de maio de 2017

Philos #16 a ser publicada no próximo dia 31 de maio. - REVISTA DE LITERATURA DA UNIÃO LATINA - DINA GARCIA É RESPONSÁVEL PELA CAPA DA DÉCIMA SEXTA EDIÇÃO DA ORIGINALMENTE LAÇADA EM MAIO 2017

https://revistaphilos.com/dina-garcia/ clica na imagem abaixo:

| Sobre a artista | Dina Garcia (Cruz das Almas, Bahia, Brasil). Artista plástica brasileira, autodidata, com influências fauvistas, cubistas e expressionistas. Com um estilo único e inovador, as s…
REVISTAPHILOS.COM

quarta-feira, 10 de maio de 2017

A CADEIRA AZUL - 2017

A simplicidade da catarse artística primitiva 
     Mas aquilo que foi consertado seria a expressividade sentimental do momento da catarse da inspiração. A criança não faz isso, deixa todas as desproporções ficarem no corpo do desenho ou da pintura e podemos ter uma visão mais nítida dos sentimentos que ela colocou na sua obra de arte. E todos nós ficamos encantados com os trabalhos das crianças. O adulto tem medo de ser simples e criticado. Por isso se arma, coloca a censura pessoal de sentinela e esconde os sentimentos, diferentemente da criança. MARCO AURÉLIO DIAS

sábado, 29 de abril de 2017

DIA DE FEIRA NO INTERIOR II - 2017


"Porque sou um artista e não um filosofo?é porque penso segundo as palavras e não as idéias.Ensino somente aquilo que acredito. E acredito somente naquilo que vem do coração.Só se pode alcançar um grande exito quando nos mantemos fiéis a nós mesmos." Friedrich Nietzsche.

MÃE E FILHAS - 2017


quinta-feira, 27 de abril de 2017

DIA DE FEIRA NO INTERIOR - 2017

                                                                AQUARELA

FRIDA ESCONDE SEU GATO NO CABELO - 2017

                                                             AQUARELA

segunda-feira, 27 de março de 2017

A COLHEITA - 2017

                                                 ACRÍLICO S/TELA - 0:80 X 0:80

segunda-feira, 20 de março de 2017

".Arte é a expressão mais pura que existe para a demonstração do inconsciente de cada um, é a liberdade de expressão é sensibilidade criatividade,é vida."Carl Gustav Yung. 

quarta-feira, 15 de março de 2017

FESTA - 2017

                                                                     AQUARELA
A arte alimenta-se de ingenuidades, de imaginações infantis que ultrapassam os limites do conhecimento; é ai que se encontra o seu reino. Toda a ciência do mundo não seria capaz de penetra-lo.
( Loinello Venturi )

terça-feira, 14 de março de 2017

HORA DA LEITURA - 2017

                                                                     


Pablo Picasso

A pintura nunca é prosa. É poesia que se escreve com versos de rima plástica.

terça-feira, 7 de março de 2017

MODA DE VIOLA - 2017

                                                       Acrílico s/tela - 0:80 X 0:80
"Autodidata vanguardista, Dina Garcia quebra as fronteiras do convencional com suas imagens intensas e a um só tempo arraigadas e universais, traduzindo em ícones vibrantes e visão singular o Brasil profundo que habita o Recôncavo baiano, cadinho multirracial onde se modelou a cultura do país. A cada fase, Dina se reinventa e nos presenteia com novos signos da sua estética irrequieta e densa em conteúdos".
Luiz Afonso Costa (jornalista e escritor)

domingo, 5 de março de 2017


Artigo sobre a arte de Dina Garcia do mestre Narlan Matos, Ph.D Professor de cultura brasileira no Montgomery College, MD Dr. Narlan Matos ( doutor pela Universidade de Illinois, nos USA, uma das 10 maiores:
A CELEBRAÇÃO DA VIDA E DAS CORES
Sua clara influência de Frida Khalo não se perfazia uma mácula, uma sombra, mas sim uma sombra luminosa colorida, coada e adicionada de ricas impurezas, impregnada de vida, do dia-a-dia de lavradores e personagens comuns do Recôncavo baiano, do sertão. A arte de Dina Garcia é uma dinamite de pigmentos, um entroncamento de linguagens e conteúdos diversos, que convergem na direção de uma pintura maior. Saliento, aqui, que, enquanto Kahlo era lírica, girando muito em torno de sua tragédia pessoal, Dina Garcia, além de lírica, insere sua obra dentro de uma épica coletiva. Há uma confluência com a tradição da pintura latino-americana, inclusive com temas sociais, como é o caso de seus lavradores, vendedores de bananas, etc. Estão presentes a denúncia social, a condição do homem, a mulher, a sensualidade, a sociedade agrária, a natureza, a crônica urbana e quotidiana, além de muitos outros.

Dina Garcia é herdeira da melhor tradição de 1922, aquela que diz o homem e sua cultura através das formas e cores. A pintura modernista abriu caminho para a liberdade e o experimentalismo, temas não-acadêmicos, sobretudo aqueles relacionados ao quotidiano, à vida comum. As gerações subsequentes se distanciaram daquela tradição para não repeti-la ou por não conhecê-la. No entanto, este afastamento foi radical demais, impelindo muitos pintores à condição de caricatura de artistas. Lembrando que muitos dos pintores de 1922 eram nascidos em fazendas de café no interior do Brasil e traziam consigo, naturalmente, a força da natureza – a luz - que todo verdadeiro artista deve possuir, mesmo quando duvida.

Comumente, tem-se ressaltado as influências do fovismo, cubismo e expressionismo na obra de Dina Garcia – e, de fato, são bastante evidentes. Entretanto, há que se adicionar que sua linguagem também está relacionada a fenômenos mais contemporâneos como o comics – e mesmo ao ready made, ambos relacionados à pós-modernidade – o que equilibra a arte de Garcia, equalizando tradição e modernidade. Algumas de suas pinturas me lembram uma página de uma revistinha em quadrinhos. Todavia, é uma página de quadrinhos com um toque de uma mão artística magistral. Seu colorido impressiona e cativa, aliado à irregularidade das formas. Há, por trás de suas cores fortes e alegres, de suas formas irregulares – consciente ou inconscientemente - um discurso sócio-político-antropológico que se liga ao da grande tradição da Semana de Arte Moderna, de 1922, com Tarsila do Amaral, Portinari e Di Cavalcanti. As arestas que um crítico atento perceberá, aqui e ali, certamente o tempo – e a idade-experiência - se encarregarão de aperfeiçoar.

E pintor baiano dos bons é pura poesia pau-brasil, tipo exportação… A obra dela já começa a circular internacionalmente, participando de exposições nos EUA e na Europa… Vida longa, Dina Garcia!